3 de março de 2013

Fibria celebra a chegada do segundo navio de frota dedicada


  Estivemos presente representando nossa  entidade  AMBSPPC junto com outras lideranças locais de Barra do Riacho no evento  que celebra a chegada do segundo navio de frota dedicada da Fibria evento este  que se torna um Marco importante na Historia Naval de nossa Cidade e do Nosso País .   Agora podemos dizer que Barra do Riacho esta ligado ao Mundo através da Frota de Navio STX de uma empresa genuinamente Brasileira que é a Fibria.

  O presidente da Fibria, Marcelo Castelli, destacou que a iniciativa inaugura um novo modelo de negócios na empresa e é uma oportunidade para dinamizar a economia do Espírito Santo, já que as embarcações poderão operar também com outras cargas. “Além de celulose, podemos transportar café, fertilizantes, rochas ornamentais, produtos siderúrgicos e outras cargas que sejam compatíveis com a celulose”, observou ele.
  Projetados sob medida para atender as particularidades da carga da Fibria, cada navio pode levar até 54 mil toneladas de celulose, podendo chegar a 60 mil toneladas com o complemento de outras cargas em seus oito porões. O lançamento do STX Brassiana contou com a presença do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, que destacou a importância do projeto da Fibria para a região de Aracruz, que é dotada da mais completa plataforma logística do Estado, incluindo porto, rodovia, ferrovia e um aeroporto regional.
  A superintendente da Portocel, Patricia Dutras Lascosque, enfatizou que o porto, por onde são embarcadas 70% de toda a celulose exportada pelo Brasil, se preparou para operar com a máxima eficiência os novos navios da frota STX. A carga de celulose que pode ser acomodada em cada embarcação equivale a oito dias de produção da Fibria na unidade industrial do Espírito Santo. O STX Brassiana levará 53.548 toneladas, com destino aos portos asiáticos de Changshu (China) e Kaihsiung (Coreia).

Detalhes dos navios STX

  • 54 mil toneladas de capacidade
  • 8 porões quadrados para carga
  • 4 guindastes com capacidade para içar 45 toneladas de uma só vez
  • Sistema computadorizado que permite posicionar a carga no local exato, diminuindo o tempo de carga e descarga
  • Todos os navios serão batizados com nomes de espécies de eucalipto.
  • Até o momento dois navios estão em operação (STX Arborella e STX Brassiana)
  • Estiva Capixaba movimentou as 53 mil toneladas de Celulose do STX Brassiana em 44 horas

0 comentários:

add nosso Blog e fique bem informado

. - .