T
Aracruz -

Featured Posts

13 de fevereiro de 2015

Operação de Carnaval da PRF começa na madrugada desta sexta-feira (13) no Norte do ES

Cinco viaturas de reforço darão suporte à fiscalização na BR 101 Norte, entre João Neiva e Pedro Canário.
 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia na madrugada desta sexta-feira (13) a fiscalização mais intensa nas rodovias federais por conta do Carnaval. A fiscalização será adaptada para as características do período carnavalesco, com foco nos casos de excesso de velocidade, embriaguez ao volante e ultrapassagens proibidas. Segundo a PRF, o consumo excessivo de álcool torna o Carnaval o período mais violento do ano no trânsito.
 No trecho de 200 quilômetros da BR 101, entre as cidades de João Neiva e Pedro Canário haverá o reforço no policiamento, com o acréscimo de cinco novas viaturas e a presença de três radares móveis em pontos estratégicos do trecho. De acordo com o inspetor Ricardo Borgo Feitosa, a fiscalização será maior nos dois primeiros e nos dois últimos dias do Carnaval. “Nós pedimos aos motoristas que procurem antecipar a viagem e evite o excesso de velocidade, considerado um dos maiores causadores de acidentes”, disse o inspetor.
 Para melhorar o fluxo na rodovia, os veículos de grande porte serão proibidos de circular nos horários de maior movimento, principalmente no fim da tarde desta sexta-feira, e na volta pra casa, na próxima quarta-feira (18). A PRF diz ainda que vai estar de olho nos motociclistas e coibir o não uso do capacete.
Confira as dicas para uma viagem segura:
– Antes de viajar faça uma revisão no seu veículo;
– Conheça previamente o itinerário de sua viagem;
– Verifique as condições dos pneus, dos equipamentos obrigatórias (extintor, macaco, estepe, chave de roda, triângulo, etc...), do sistema de iluminação e sinalização do veículo;
– (Certifique-se de estar portando os documentos obrigatórios do veículo (CRLV) e carteira nacional de habilitação (CNH));
– O condutor que transportar menores, que não forem parentes até terceiro grau, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), deverá estar portando autorização dos pais ou Juizado
– Dê uma parada de 15 minutos a cada duas horas de viagem;
– Respeite, acredite e obedeça a sinalização;
– Obedeça aos limites de velocidade permitida, DIRIJA COM PRUDÊNCIA, pois o excesso de velocidade é a causa da maioria dos acidentes;
– Ultrapasse somente um veículo por vez, em locais permitidos e com absoluta certeza do sucesso da manobra;
– Facilite a ultrapassagem de outro veículo;
– Mantenha a distância de segurança para com o veículo da frente;
– Certifique-se que todos os ocupantes do veículo estejam com o cinto de segurança;
– Se beber, não dirija; álcool e direção não combinam.
– Mantenha os faróis ligados mesmo durante o dia.
– Qualquer emergência ou denuncia disque 191 (PRF).
Leia mais!

Deputado Federal Marcus Vicente assina CPIs da Petrobras e BNDES

  O deputado federal Marcus Vicente (PP) assinou o ato de criação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras, no Congresso Nacional, e também a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Federal para investigar a aplicação dos recursos do BNDES.


  No Congresso, 11 integrantes da CPMI serão indicados pelo bloco liderado pelo PMDB. O bloco do PT terá direito a oito vagas e o do PSDB, a seis. A CPMI será instalada depois do Carnaval. Segundo o ato de criação, a CPI terá 26 membros titulares e igual número de suplentes, mais um titular e um suplente atendendo ao rodízio entre as bancadas não contempladas.

  Cabe ao maior bloco (formado por PMDB, PP de Marcus Vicente, PTB, DEM, PRB, SD, PSC, PHS, PTN, PMN, PRP, PSDC, PEN, PRTB, com 221 deputados) indicar o cargo de sua preferência, que pode ser a presidência ou a relatoria. A eleição do presidente e a definição do relator ocorrerá na primeira reunião da CPMI, de instalação, ainda sem data marcada.

  O requerimento de criação da CPMI foi protocolado pela oposição com 182 assinaturas, pouco mais do que as 171 necessárias. Segundo o documento, a comissão deve investigar a prática de atos ilícitos e irregularidades no âmbito da Petrobras entre os anos de 2005 e 2015, relacionados a superfaturamento e gestão temerária na construção de refinarias no Brasil; à constituição de empresas subsidiárias e sociedades de propósito específico pela Petrobras com o fim de praticar atos ilícitos; ao superfaturamento e gestão temerária na construção e afretamento de navios de transporte, navios-plataforma e navios-sonda; e às irregularidades na operação da companhia Sete Brasil (encomendou sete navios-sonda ao Estaleiro Jurong, em Aracruz) e na venda de ativos da Petrobras na África.

FONTE: FOLHA DO LITORAL
Leia mais!

Macucos,Trio Chapahall's e Love Beat agitam Carnaval de Aracruz 2015.

A Prefeitura Municipal de Aracruz divulgou nesta quinta-feira, através do site oficial, a programação do Carnaval 2015 para as praias de Barra do Sahy e Santa Cruz.
Desde o ano novo e durante todo verão, as praias de Barra do Sahy e Santa Cruz receberam varias atrações musicais nacionais, com shows abertos ao público, além das atrações regionais. E para finalizar, trás para o Carnaval 2015 as atrações nacionais banda Macucos,Trio Chapahall's e Love Beat alem de varias outras atrações regionais.
Confira a programação:
Barra do Sahy:





Clike na Imagem para ampliar









Santa Cruz:


Clike na Imagem para ampliar
Leia mais!

Atenção!!! falso fiscal da vigilância sanitária esta cobrando taxa de comerciantes em Aracruz

  Um fato inusitado ocorrido nesta quinta-feira (12/2) chamou a atenção da Secretaria de Saúde da prefeitura de Aracruz. Agentes da vigilância sanitária foram informados por um comerciante que uma pessoa está se passando por agente de vigilância sanitária e cobrando uma falsa taxa intitulada: “Taxa de Arrecadação de Alvará de Funcionamento de Vigilância Sanitária”.

  Segundo esse comerciante, a falsa fiscal da vigilância sanitária, que se apresentou com o nome de “Silvia”, disse por telefone que essa taxa, cujo o valor é de R$ 249,00, deveria ser paga em um conta fornecida, caso contrário, o estabelecimento seria multado e até fechado.
  Temendo essa punição, o dono do comércio foi até o banco e fez o depósito. Porém, com ele ficou desconfiado da ação, procurou a Caixa Econômica Federal e relatou o ocorrido. Foi informado de que outros depósitos com o mesmo valor já haviam sido feitos, e que há uma suspeita de que o nome do dono da conta, que está recebendo o depósito, seja de uma pessoa que também foi lesada.
  “O que me surpreendeu é que essa “Silvia” sabia o nome dos verdadeiros fiscais da vigilância sanitária e que estava trabalhando no lugar de um deles. Eu falei que não havia recebido nada, e ela me disse que um boleto tinha sido enviado em janeiro para os estabelecimentos comerciais com data de vencimento para o dia 2/2/2015”, explica o comerciante.
  Diante do ocorrido, a prefeitura de Aracruz alerta a população para que não pague esta taxa e procure o setor de vigilância sanitária da Secretaria de Saúde para se informar, tirar suas dúvidas e emitir o boleto.
FONTE: PMA
Leia mais!

Poucos dias de chuvas já mudam panorama do rio Doce no Espírito Santo

  Após alguns dias de chuvas na região Noroeste do estado do Espírito Santo, o que se vê é um rio Doce mais revigorado do que anteriormente. Depois de dois meses sem chuvas, ela voltou há cerca de uma semana e trouxe um pouco mais de alívio para as populações que dependem desse curso d´água. Nesta terça-feira (10/02/2015), na região urbana de Colatina/ES, percebe-se que o leito do rio já não apresenta tantos bancos de areia como antes, apesar de a correnteza da água encontrar-se muito barrenta.

FONTE: Paulo R. Maciel

Leia mais!

6 de fevereiro de 2015

Capitania dos Portos do Espírito Santo abre seleção com 30 vagas

   A Capitania dos Portos do Espírito Santo (CPES) abriu um processo seletivo com 30 vagas para alunos nos Cursos para Formação de Aquaviários (CFAQ-I C/M). O período de inscrições termina no dia 23 de fevereiro. Os interessados têm comparecer à sede da CPES, diretamente na Secretaria do Departamento de Ensino Profissional Marítimo, em  Vitória. O atendimento ocorre das 8h15 às 13h15. A taxa de inscrição é de R$ 8.
  As provas objetivas vão ser aplicadas em março, em Vitória, e contarão com 40 questões, sendo 20 de português e 20 de matemática. Haverá também teste físico. Os candidatos devem ter escolaridade mínima do 6º ano do Ensino Fundamental e idade mínima de 18 anos.

  O curso destina-se a formar Aquaviários do 1º Grupo - Marítimos, Seções de Convés ou de Máquinas, com inscrição na categoria de Marinheiro Auxiliar de Convés (MAC) ou Marinheiro Auxiliar de Máquinas (MAM), inicialmente no nível de equivalência 1, para prestar serviço de apoio em embarcações com arqueação bruta menor do que 300 e potência propulsora menor do que 250 kW empregadas na navegação interior e na navegação de apoio portuário, conforme limites estabelecidos nas Normas e Procedimentos para as Capitanias (NPCP), inclusive, como profissional, em embarcações de esporte e recreio.
  Após um ano de efetivo embarque e uma vez aprovados no Curso Especial de Segurança de Embarcações de Passageiros (ESEP) poderão ascender ao nível 2 e prestar serviço como Patrão de embarcações com arqueação bruta menor do que 50 e potência propulsora menor do que 250 kW empregadas na navegação interior e na navegação de apoio portuário, conforme limites estabelecidos nas Normas e Procedimentos para as Capitanias (NPCP), inclusive, como profissional, em embarcações de esporte e recreio.
Fonte: Capitania dos Portos do Espírito Santo

Leia mais!

Governador escolhe Erick Musso para vice-líder

  O deputado estadual Erick Musso (PP) estreia com pé direito na política estadual do Espírito Santo. Ele foi convidado e aceitou ser o vice-líder do governador Paulo Hartung (PMDB) na Assembleia Legislativa, o que facilitará a vinda de recursos para Aracruz e região.


Musso é o deputado mais jovem da atual legislatura – tem 27 anos – e apesar de apoiar o ex-governador Renato Casagrande (PSB) na campanha, teve os eu potencial político na região reconhecido pelo atual governador, Paulo Hartung. O líder no legislativo será Gildevan Fernandes (PV).

Erick Musso considerou o convite uma honra e disse que a indicação facilitará a liberação de recursos e obras para Aracruz e região. Ele deixou de ser presidente da Comissão de Meio Ambiente para assumir a nova função. “No cargo, participarei das decisões do governo e das reuniões com os secretários, onde poderei intermediar benefícios para a minha região. Com a indicação, o governador Hartung reconhece o peso político da região que represento”.

O novo vice-líder do governo, Erick Musso, é o deputado mais jovem da legislatura. Apesar da idade, foi eleito o vereador mais votado de Aracruz em 2012 e, posteriormente, se tornou o mais jovem presidente da história da Câmara Municipal. “Ainda tenho muita estrada, muito que aprender, muito a desenvolver no meu mandato para o povo capixaba”, salientou.


E continua: “é uma responsabilidade dobrada. Nosso papel será o de encaminhar as matérias do governo promovendo um debate democrático, de respeito às divergências e aprovar as propostas que são de interesse do povo capixaba. O que nós vamos construir para o futuro está interligado à retomada das ações, porque você reequilibrando as contas, retomando a capacidade de investimento, é natural que o Governo do Estado, com as suas ações e com o seu poder, possa levar à população, aos municípios do interior e da Grande Vitória, obras de benfeitorias ao povo capixaba”.

Fonte: Folha do Litoral
Leia mais!

Crise na Petrobras ameaça manutenção de projetos do Estaleiro Jurong em Aracruz

  A crise na Petrobras pode atingir em cheio os planos do Estaleiro Jurong, instalado em Aracruz, município do litoral norte capixaba. Apesar dos problemas relacionados aos impactos ambientais da obra em Barra de Riacho terem sido parcialmente superados, outro problema se torna iminente: a paralisação das atividades e, consequentemente, a demissão de trabalhadores em função da dificuldade financeira da estatal. Essa possibilidade foi levantada pelo presidente do EJA e da multinacional singapurense para América do Sul, Martin Cheah, em entrevista ao jornal ValorEconômico.


  Para o executivo, a queda no preço do petróleo e as denúncias de corrupção contra ex-dirigentes da estatal ameaçam a confiança do mercado no cumprimento dos contratos da Jurong com a Petrobras – e da Sete Brasil, empresa criada para o fornecimento de sete navios-sondas para a exploração do pré-sal. Cheah relatou que o estaleiro não recebe pagamento há mais de 60 dias da Sete Brasil, que hoje encontra dificuldade para obter empréstimos para alavancar o investimento. Segundo o presidente do EJA, a dívida já estaria em torno de R$ 200 milhões.

  Com todos os contratos vinculados às atividades da estatal, o Estaleiro Jurong cogita até paralisar as suas atividades em Aracruz e recorrer à Justiça para receber os valores. “Podemos parar um pouco. Suspender a obra. Vamos tomar o pior cenário: a Sete não respeita o contrato. Temos de fazer uma paralisação em obras não essenciais. Eu não tenho esse quadro ainda, mais alguma coisa vamos ter que parar”, afirmou Cheah, que confirmou a possibilidade de demissões em breve.

  Desde o final do ano passado, o casco do navio Arpoador – o primeiro das 29 embarcações previstas nos contratos – está aguardando a liberação da Marinha para ser finalizado no estaleiro. O casco foi montado em Singapura com partes produzidas no país e deverá ser apenas concluído no Estado. Cheah não escondeu a preocupação da direção da multinacional – de capital aberto – e dos investidores com a situação da empresa no País.

  “Essa é uma questão criminal [se referindo às descobertas na Operação Lava Jato]. Se tem uma pessoa que deu dinheiro para alguém, ela deve ser presa. Mas a questão é a sobrevivência da empresa [Petrobras]. Isso é que é mais sério. E como a questão está afetando nosso investimento aqui, que é de US$ 1 bilhão? Como vamos devolver dinheiro aos [nossos] acionistas? São questões muito mais sérias”, declarou o executivo à reportagem do Valor.

  O Estaleiro Jurong Aracruz (EJA) faz parte da Sembcorp Marine, que é um grupo líder mundial de engenharia marinha e oceânica. O projeto de instalação do estaleiro inclui um dique seco de 520m x 90m x 9m, um cais de atracagem com um quilometro de extensão, além de oficinas de acessórios de tubulação e a fabricação de aço.

  O EJA terá capacidade para assumir a construção de plataformas, semissubmergíveis e jack-ups de perfuração, plataformas e embarcações de suprimentos como também de integração de FPSO (flutuantes de produção, armazenamento e descarga) e da fabricação de módulos de integração, além dos tradicionais serviços de reparos de sondas de perfuração, reparos, modificação e melhoramentos em embarcações.

Fonte: Seculo Diário

Leia mais!

Índios Tupinikim e Guarani podem perder terras já homologadas em Aracruz

  A bancada ruralista já conta com o apoio do novo presidente da Câmara dos Deputados para desarquivar a Proposta de Emenda Constitucional  (PEC 215), requerida nessa terça-feira (4). Segundo Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ele é obrigado pelo regimento da Casa a acatar o requerimento automaticamente. Aprovada, transfere para o Poder Legislativo o poder de demarcar as terras indígenas e quilombolas.
A bancada ruralista quer  aprovar projetos que suspendam e restrinjam vários direitos indígenas. No caso da PEC 215,  depois de o projeto ser desarquivado, será necessário recriar a comissão especial que vai analisá-la e assegurar sua transformação.
 
Na agenda da bancada ruralista, uma série de outras providências contra os índios. Como a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a Fundação Nacional do Índio (Funai). E a aplicação da Portaria 303/2012 da Advocacia-Geral de União (AGU), atualmente suspensa e que restringe vários dos direitos indígenas.
 
Outra manobra dos parlamentares ruralistas é a aprovação do Projeto de Lei (PL) 7.735/2014, que regula o acesso aos recursos genéticos associados à biodiversidade. A votação do projeto foi marcada para a próxima segunda (9).
 
Os índios entendem que o desarquivamento  da PEC 215 é um ato de guerra contra eles. A PEC 215 transfere a decisão final sobre a demarcação de terras indígenas no Brasil para o Congresso Nacional. Abre ainda prerrogativa para que os processos de demarcação já finalizados sejam revistos. E é uma ameaça também para territórios quilombolas e unidades de conservação. 
 
No Espírito Santo, a PEC 215 ameaça a  existência dos territórios indígenas demarcados das etnias Guarani e Tupinikim, em Aracruz (norte do Estado).
 
Os índios, após décadas de luta, conseguiram retomar da Aracruz Celulose (Fibria) 18.027 hectares, de um total usurpado de 40 mil hectares dos índios. A terra retomada está degradada pela exploração intensiva com plantios de eucalipto. Agora, com o desarquivamento da PEC 215, os índios poderão perder tudo o que reconquistaram.
 
Também os quilombolas, que lutam por retomar suas terras no Espírito Santo, principalmente no antigo território de Sapê do Norte, hoje municípios de Conceição da Barra e São Mateus, vão ser prejudicados com a PEC 215. Os descendentes dos escravos negros  também perderam suas terras para a Aracruz Celulose (Fibria) e para fazendeiros e lutam para retomá-las.

Fonte: Seculo Diário

Leia mais!

3ª Descida Ecológica do Rio Piraquê-Açu


Consciência ambiental e atividade física estão juntas na terceira edição da Descida Ecológica do Rio Piraquê-Açu, no dia 08 de fevereiro. 20 quilômetros de rio serão percorridos entre as localidades de Córrego Fundo (local de concentração) com chegada na Praia de Santa Cruz, próximo ao placo. O percurso tem a duração de cerca de quatro horas.
Na chegada do passeio, uma palestra sobre o Rio Piraquê-Açu dá continuidade à programação seguida da apresentação de show musical. A Prefeitura de Aracruz realiza o evento, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura, Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, Secretaria de Meio Ambiente e Secretaria de Agricultura.
As embarcações motorizadas (Moto aquática) farão uma parada técnica (para que os blocos não se distanciem) na área dos flutuantes do Rio Piraquê-Mirim. A utilização de protetor solar, boné, consumo de água e alimentos leves é importante para o passeio.  O uso de coletes salva vidas homologados pela Diretoria de Portos e Costas (DPC) é obrigatório para os participantes menores de 12 anos e maiores de 65 anos em embarcações a motor, sendo que as embarcações devem ter coletes para todos a bordo. As embarcações serão fiscalizadas pela Capitania dos Portos.

Concentração
A concentração da Descida Ecológica do Rio Piraquê-Açu será a partir das 9h em Córrego Fundo. A largada está prevista para às 9h50 em direção a Santa Cruz com chegada na praia de Santa cruz (próximo ao palco).

 Inscrições
 As inscrições podem ser feitas no site da prefeitura:http://www.aracruz.es.gov.br/inscricao_descida_ecologica/ ou na Secretaria de Turismo e Cultura (endereço: Rua Zacarias Bento Nascimento, 167 – Centro). Telefone (27) 3296-4026.
Menores de 18 anos precisam ter autorização por escrito e acompanhamento de um responsável e deverão fazer a inscrição na Secretaria de Turismo e Cultura, pois terão que entrega documentação. A inscrição na Secretaria de Turismo é mediante a entrega de dois quilos de alimentos não perecíveis. Quem fizer a inscrição on line deverá entregar dois quilos de alimentos não perecíveis na área de concentração em Córrego Fundo.

Embarcações:
  • Barco motor de até 23 pés;
  • Remo;
  • Vela;
  • Moto aquática;
  • Stand up;
  • Caiaques;
  • Canoas;
  • Botes.

O transporte das embarcações ficará por responsabilidade de cada participante.
As embarcações a motor deverão seguir a Norman 03/DPC.

Fonte: PMA
Leia mais!

add nosso Blog e fique bem informado

. - .